Consulte o acervo da Revista Pellegrino utilizando a busca.

Compaixão

Compaixão

26/09/2018

 

Gerente entrega parte de seu tempo a rede de combate ao câncer que atende 170 pessoas em Três Lagoas (MS)

Por Paulo Carneiro


 

Sem medir esforços, a gerente administrativa do Centro Automotivo Guapo Car, em Três Lagoas (MS), Ivanir Batista dos Santos, participa há 12 anos da Rede Feminina de Combate ao Câncer (RFCC), motivada pela consciência de que o trabalho voluntário representa não apenas solidariedade, mas também amor ao próximo. Depois de já haver atuado em diversos cargos voluntários (cozinheira, no conselho fiscal, tesoureira e presidente em gestões anteriores) ela preside a instituição no biênio 2018/2019, sempre presente em todas as atividades.

“A Rede acolhe e presta diversas formas de assistência aos pacientes diagnosticados como portadores da doença, com programas de alimentação básica e suplementar, transporte solidário, oficinas e projetos voltados aos pacientes e familiares, bem como a assistência social, psicológica e psicopedagógica”, explica Ivanir. A seleção dos beneficiários é feita com base na renda familiar, com limite de até dois salários mínimos, mas isso não impede que pacientes com renda acima desse teto recebam acolhimento. De acordo com Ivanir, os serviços da RFCC atendem cerca de 170 pessoas e seus familiares, cadastrados em atividade permanente, gerando muitas despesas, o que requer um esforço para arrecadação de recursos a fim de manter a estrutura com a necessária qualidade.

“São realizadas diversas atividades para arrecadação de fundos, como almoços beneficentes, chá, bazar, brechó, Motorfest, leilão e todos os tipos de atividades que possam gerar renda.”

A principal atividade é o leilão anual de gado e variedades de prendas e objetos recebidos como doações. Isso possibilita arcar com despesas administrativas e manter oficinas de artesanato e projetos como Mãos Carinhosas, Ombro Amigo, Prevenção, Amigas do Peito, Grupos Terapêuticos, Alinhamento energético e luto.

O leilão é feito em lotes, com pagamento dividido em até 12 vezes, permitindo a participação das pessoas de forma mais tranquila. Ela lembra ainda a importância das oficinas de bordados artesanais, cujos trabalhos são vendidos ao público, principalmente no bazar, com renda revertida para a RFCC.

Ivanir destaca que muitas empresas participam dessa corrente de solidariedade, buscando formas criativas de apoio, independentemente do montante oferecido. “A própria Pellegrino tem nos ajudado bastante”, diz. “Sempre que são realizadas palestras aqui em Três Lagoas, o representante da empresa sugere aos participantes a doação de um quilo de alimento não perecível, obtendo retorno positivo.” Segundo ela, o desejo de ajudar o próximo faz parte da rotina da Guapo Car, sensibilizando não só os proprietários como também todos os funcionários. “De uma forma ou de outra, eles procuram ajudar, cada um dentro das suas possibilidades.” Um dos períodos de maior conscientização ocorre por ocasião do Outubro Rosa e Novembro Azul, dedicados à divulgação da luta contra o câncer de mama e próstata.

Para Ivanir, a maior gratificação está na certeza de que seu trabalho ameniza o sofrimento de centenas de pessoas. “Isso não tem preço. É muito bom mesmo.”