Consulte o acervo da Revista Pellegrino utilizando a busca.

Questão de sobrevivência

Questão de sobrevivência

26/09/2018

Por Antonio Carlos


 

É bem extensa a lista de animais que estocam comida, seja em esconderijos, seja na forma de excesso de gordura corporal, para poder encarar momentos de penúria e falta de alimentos. Apenas para citar alguns, agem assim cães, onças, lobos, raposas, marmotas, esquilos, morcegos, ursos, guaxinins, aves e até tartarugas. Sem falar em formigas, aranhas, abelhas e outros insetos.

Com o ser humano não é diferente. Somos, sem dúvida, os maiores acumuladores do planeta. E sempre queremos mais. Isso fica ainda mais evidente quando pensamos no mundo dos negócios. Parece até uma compulsão. Ora, se a loja está indo bem do jeito que é, mesmo que um tanto acanhada, para que ampliá-la ou abrir uma filial? Seria para arranjar mais dor de cabeça?

A verdade é que, seja de caso muito bem pensado e planejado, seja por mera intuição, o que nos impele a ampliar o empreendimento nada mais é do que a necessidade. Muitas vezes, pode ser até uma questão de pura sobrevivência. Sim, porque lá no fundo sabemos que se tudo está indo muito bem agora, amanhã pode não estar, concorrentes podem se interessar por nossa praça de atuação e, de fato, se instalar nas redondezas, ameaçando a estabilidade do negócio.

Mas tanto para subir um andar no prédio, quanto para abrir uma filial na região ou fora dela não tem moleza, isso exige planejamento detalhado a longo prazo, aporte financeiro e maior presença do empresário no negócio.

Respire fundo e confira as dicas da Matéria de capa desta edição. Quem sabe, já chegou a hora de você pensar com carinho neste assunto.

Depois, leia a matéria da seção Vitrine, que aborda uma questão interessante: a de adotar na ambientação geral da loja, na vitrine, na fachada etc. tema com o qual seu cliente se identifique. Já pensou montar uma pequena pista de autorama para entreter os clientes?

Uma situação com a qual nem todos sabem lidar é quando aquele que foi seu braço direito ao longo de anos decide trilhar novos rumos e sai da empresa. Que dureza! Não há ninguém à altura para substituí-lo. Veja em Gestão como se preparar para evitar danos ao negócio.

Com o bombardeio de informações disputando em várias frentes a atenção do consumidor 24 horas por dia, é cada vez mais difícil garantir a audiência de nosso público. Você sabe como agir para fechar uma venda em 15 segundos? A seção Mercado dá as dicas.

Por fim, gostaria de agradecer a nossos clientes que já deixaram sua opinião na Pesquisa de Satisfação do Leitor da Revista Pellegrino em nosso site. Se você ainda não teve tempo para responder a pesquisa, aproveite, pois ela ficará no site até 30/09/2018. Em agradecimento, enviaremos um brinde especial.