Entrevista

Reposição precisa se antenar com novidades tecnológicas

Escrito por admin -

Para manterem a competitividade, autopeças e oficinas têm de se familiarizar com experiência do usuário, transformação digital, conectividade e outros temas que estarão cada vez mais em alta, alerta Delfim Calixto, presidente da divisão Automotive Aftermarket da Bosch América Latina

Por Paulo Carneiro

REVISTA PELLEGRINO Na contramão do pessimismo, a Bosch fechou 2020 com faturamento de 6,9 bilhões de reais na América Latina, com crescimento de 6% em relação ao ano anterior. Fale um pouco sobre a estratégia que levou a esse resultado.

DELFIM CALIXTO A América Latina é uma região estratégica para o Grupo Bosch. Temos uma presença regional forte e com foco no desenvolvimento de estratégias específicas para os mercados onde atuamos, bem como um portfólio diversificado, que agrega vantagem aos negócios na região. Temos muitos pontos fortes, como a nossa capacidade de inovação, que faz parte do DNA da Bosch, visão de longo prazo, estratégia global definida, os próprios Valores Bosch, além de atuação em diferentes setores, entre eles: mobilidade, agronegócios, logística e Indústria 4.0. Entendemos que a digitalização, a conectividade e o big data são a base futura dos novos modelos de negócios e as nossas soluções e serviços seguem essa tendência e atendem às necessidades do mercado local, gerando oportunidades de crescimento para Bosch em toda a região. Assim, o potencial para o desenvolvimento e expansão dos negócios da Bosch, não apenas no Brasil, é amplo. E, apesar dos momentos de crise, como a pandemia, e dos cenários econômicos e políticos, acreditamos no mercado da América Latina para seguir criando e oferecendo “Tecnologia para a vida”.

RP Nesse contexto, qual foi a participação do Brasil e, especificamente, do aftermarket?

CALIXTO O que posso dizer é que o setor da mobilidade, que inclui o aftermarket, é responsável por mais de 60% do faturamento da Bosch na América Latina. A Bosch não divulga esses dados por unidades de negócios.

RP O que motivou a transferência da linha dos componentes diesel CRIN (Common Rail Injector) dos Estados Unidos para o Brasil?

CALIXTO O objetivo é ampliar a produção de componentes diesel, como CRIN e Bico Injetor, no mercado nacional. A transferência dessa linha de produção para o mercado brasileiro está alinhada à estratégia global de unificar determinadas demandas de produtos em localidades específicas. Além de ressaltar e focar na competência local, essa ação tem como principal objetivo ganhar mais produtividade, eficiência, qualidade e excelência e tornar o Brasil um centro de competência para produção e comercialização de componentes diesel tanto para o mercado interno quanto externo.

RP A Bosch tem uma das maiores e bem equipadas redes de oficinas do país. Quais os requisitos necessários para fazer parte dessa rede e quais são os benefícios oferecidos?

CALIXTO A Rede Bosch Service, que completa 100 anos de existência em 2021 é, sem dúvida, a maior e mais preparada rede de serviços independente no mercado. Participar desta rede é a garantia de estar na vanguarda da tecnologia, da informação e preparação técnica, recebendo todo o suporte necessário para o seu negócio. Para isso, a Bosch oferece para as oficinas da rede padrões de qualidade, atendimento exclusivo de garantia, apoio técnico (Hotline e visitas de campo), investimentos em comunicação e layouts para materiais de propaganda e política comercial diferenciada. Os funcionários da rede de oficinas Bosch Service têm a possibilidade de participar de treinamentos técnicos, que envolvem todos os produtos e sistemas Bosch. Já os proprietários participam de treinamentos comerciais e de gestão, que visam o aprimoramento tanto na área administrativa financeira quanto comercial. Para ser um Bosch Service é preciso enviar um e-mail para o endereço [email protected], registrando o interesse. Assim, um dos consultores regionais entrará em contato dando continuidade ao processo. Outra opção é entrar em contato com o SAC Bosch – 0800 704 5446.

RP Por falar em assistência, como funciona essa interação com o reparador, principalmente no programa Super Profissionais.

CALIXTO A diversidade do setor automotivo exige atualização constante. Por isso, a Bosch está atenta à evolução do mercado e à importância da capacitação profissional para contribuir com o desenvolvimento dos negócios e serviços de reparação. Neste sentido, disponibilizamos o programa Super Profissionais Bosch, uma plataforma que tem o objetivo de disponibilizar informações técnicas e dicas para os profissionais do mercado de reposição. Além de treinamentos técnicos e comerciais alinhados com as exigências do setor, o programa está disponível em uma plataforma totalmente online com vídeos interativos, fórum de discussões, recomendações de especialistas e uma biblioteca com material para download. A Bosch também possui o Centro de Treinamento Automotivo (CTA), com estrutura localizada em Campinas, cujo objetivo é levar o amplo know-how em reparação automotiva até os profissionais do setor automotivo por meio de uma grade ampla de cursos e treinamentos técnicos voltados para diferentes perfis e necessidades.

RP Quais são os principais lançamentos programados para este ano? Qual a programação para o segundo semestre?

CALIXTO Temos uma ampla gama de produtos tanto para a linha leve quanto de pesados, com qualidade e robustez amplamente reconhecidas pelo mercado. Para isso, estamos sempre atentos às demandas a fim de lançar peças e componentes para complementar nosso portfólio em geral para uma cobertura de frota em todas as linhas de produtos. Para o segundo semestre, estão previstos lançamentos para maior cobertura em todas as famílias, por exemplo: pastilhas, hidráulica, filtros, sondas, kit de reparo da bomba de combustível, sensor de nível, bico injetor, itens de injeção direta e bobinas.

RP A empresa oferece soluções de “para-choque a para-choque”. Como esse conceito é mantido perante a imensa diversificação de modelos e marcas?

CALIXTO A Bosch, uma líder mundial em reposição automotiva, é a única empresa no mercado a oferecer soluções do “para-choque a para-choque” dentro do conceito “Parts, Diagnostic & Service” (Peças, Diagnóstico e Serviços). Por meio desse conceito, atuamos sempre com foco na integração de todos os níveis da cadeia, desde o momento em que o carro entra na oficina, passando por diagnóstico, pelas peças até chegar nas demandas por serviços diversificados – as soluções integradas e conectadas que a Bosch disponibiliza para a adequada manutenção tanto da linha leve quanto a linha de pesados. Buscamos oferecer um portfólio completo para nossos clientes, dentro dos core business que atuamos. É uma tarefa árdua, mas extremamente importante.

RP Considerando a clássica afirmação de que toda crise traz sempre uma oportunidade, quais foram as lições trazidas pela pandemia da Covid-19?

CALIXTO Toda crise gera oportunidades e para isto a Bosch está revisando alguns conceitos mercadológicos por todos os setores industriais, especialmente o automotivo, atuando fortemente no tema de eletrificação, redução de emissões, veículo autônomo, conectividade e digitalização, realizando parcerias estratégicas com empresas privadas, universidades e institutos de pesquisa. Os grandes drivers da disrupção no setor automotivo estão focados em quatro grandes eixos: automação, eletrificação, conectividade e energia limpa. Neste contexto, a Bosch está fortemente presente em todos esses pilares, inclusive liderando alguns deles no mercado. Diante disso, é importante destacar que as oficinas e autopeças precisarão se atualizar frente as novas tecnologias automotivas com o intuito de ampliar a gama de serviços que hoje oferecem para o mercado. A experiência do usuário, a transformação digital, a conectividade e a Internet das Coisas (IoT) estão entre os temas que estarão cada vez mais em alta e que o setor de reposição automotiva terá que estar familiarizado, seguindo as tendências tecnológicas e mudanças comportamentais dos usuários para se manter competitivo.

RAIO-X

O Grupo Bosch tem 12 plantas no Brasil. Emprega cerca de 8.200 colaboradores no país e teve, em 2020, um faturamento líquido de R$ 5,1 bilhões. No mundo, tem cerca de 395 000 colaboradores e gerou vendas de 71,6 bilhões de Euros em 2020.

Mais informações

www.bosch.com.br

rwww.bosch-press.com.br

https://pt.linkedin.com/company/boschbrasil

Copyright © 2021 • Pellegrino - Todos os direitos reservados