Entrevista

Está bom. E pode ficar ainda melhor!

Escrito por admin -

Na opinião do diretor de Vendas e Marketing da Nakata, Sérgio Montagnoli, as vendas na reposição continuarão evoluindo em 2022, tanto por conta da histórica sazonalidade do setor (segundo semestre melhor que o primeiro), quanto pelo abrandamento da pandemia

Por Paulo Carneiro

REVISTA PELLEGRINO A Nakata inicia nova etapa em sua trajetória com a inauguração do Complexo Nakata, em Extrema (MG), ocorrida em agosto. Quais são os reflexos imediatos do empreendimento nas relações com o mercado? O que significa em termos de competividade global?

SÉRGIO MONTAGNOLI O Complexo Nakata é uma transformação disruptiva. O projeto foi elaborado não só para manter a manufatura no Brasil, mas para competir mundialmente, atendendo aos padrões da indústria 4.0, com todo o suporte tecnológico industrial da Randon Tech Solutions (RTS), empresa do grupo voltada à inovação e soluções em tecnologia industrial. Somado às inovações tecnológicas na planta, o fato de o centro de distribuição estar no mesmo complexo traz outra vantagem competitiva: agilidade de transferência dos produtos da fábrica direto para o centro de distribuição, reduzindo significativamente o lead time de fabricação.

A Nakata poderá ampliar a oferta de produtos e reduzir o tempo de entrega, bem como terá mais agilidade na cobertura para novos modelos de veículos. Contudo, com uma fábrica mais moderna, podemos acelerar nosso processo de melhoria contínua, tanto de produção, traduzida em preços mais competitivos, como para produzir novos amortecedores com inovações embarcadas já vendidos em outros mercados.

A empresa mostra que está comprometida com a reposição, investindo em um projeto audacioso e que visa oferecer, primeiramente, agilidade no desenvolvimento e abastecimento de produtos, garantindo a peça certa, no lugar certo, com amplo acesso ao mercado. Uma fábrica desse porte, com equipamentos de última geração, garante eficiência na produção, ganho de competividade e rapidez na entrega, suportando as necessidades atuais e as novas demandas.

RP Quais são os planos de expansão para os próximos anos?

MONTAGNOLI A nova planta nasce com a tecnologia 4.0 para, mais que dobrar a capacidade atual de produção dos 900 modelos, possibilitar novos desenvolvimentos. É um grande salto para garantir alta competividade no mercado nacional e exportação, com todos os padrões de excelência das unidades fabris da Fras-le ao redor do mundo, trazendo um novo diferencial para a Nakata, que já é reconhecida por outros atributos, principalmente aqueles ligados à proximidade e soluções para o mercado de reposição. Portanto, embora tenha sido elaborado para competir mundialmente, o projeto começa com efetivos ganhos em produtividade e oportunidades para atender às necessidades do nosso plano de negócios para o Aftermarket no Brasil.

RP Essas mudanças ocorrem no âmbito da incorporação da Nakata pela Fras-le, concluída no ano passado, somando as forças de duas das maiores empresas de autopeças do país. Em que consiste a sinergia derivada dessa união?

MONTAGNOLI A união forma um dos maiores fornecedores para o mercado de reposição no Brasil, na soma de conhecimento e habilidades, tendo como resultado um amplo portfólio de produtos, com soluções cada vez melhores e inovadoras. Fazer parte da Fras-le e, por consequência, do grupo Empresas Randon, amplia nossas possiblidades em pesquisa e capacidade de execução de forma contínua, seja com base no centro de pesquisa voltado para tecnologia de produtos, o CTR Innovation Lab, com um ambiente de pesquisa, desenvolvimento e testes próprios, seja pelo desenvolvimento de soluções exclusivas para os meios de produção e automação industrial. A RTS Industry é uma empresa formada para dar suporte às empresas do grupo e garantir sinergia do futuro desta união.

RP Em seus quase 70 anos de história, a empresa é líder em suspensão, notadamente em bandeja, pivô e bieleta, além de barra de direção, transmissão e freios. Quais são os planos para consolidar e ampliar essa liderança?

MONTAGNOLI Para consolidar a liderança, a empresa busca oferecer soluções para proporcionar aos mecânicos e demais agentes de negócio a melhor experiência com a marca em todos os pontos de contato ao longo de sua jornada, seja na venda ou aplicação. Mas o desenvolvimento de produtos, a ampla cobertura de linhas e veículos e a manufatura moderna e competitiva ao redor do mundo são os motores para expansão no aftermarket e em outros segmentos. Assim, é possível aumentar o volume produzido, atender à complexidade de novos modelos de veículos, sejam leves, comerciais ou motopeças, e especificações de novos produtos, com a mais absoluta segurança do nosso padrão de qualidade e atendimento.

RP A marca foi pioneira no país na produção de amortecedores HG e tem um posicionamento sólido também nos convencionais. Qual a estratégia adotada para chegar à liderança absoluta?

MONTANOLI Estamos sempre alinhados ao desenvolvimento de novas tecnologias para adotar novos materiais e novos processos de fabricação. Agora, como parte do grupo Fras-le, nosso objetivo é disponibilizar, mais ainda, as peças de forma ágil e competitiva, atendendo à complexidade crescente dos novos modelos de veículos. Acreditamos no conceito estendido de produto, que envolve, além da qualidade e performance da peça em si, todos os serviços relacionados ao pré e ao pós-vendas. E tudo isso embalado pelos nossos maiores diferenciais: a proximidade com os clientes e o real objetivo de trabalho integrado, permitindo confiança e fluidez das informações, agilidade nas respostas e prontidão nas ações. Assim, temos construído reconhecimento da nossa marca e o caminho para liderança.

RP Como é feita a pesquisa sobre demandas da reposição no diversificado mercado brasileiro? O que orienta o desenvolvimento de produtos?

MONTAGNOLI A área de engenharia e desenvolvimento de produtos trabalha com algoritmos que reúnem diversas variáveis, tais como tamanho e idade da frota por modelo de veículo, exigência, criticidade e durabilidade de cada componente, priorizando e dando maior agilidade para complementar novos itens para as linhas já existentes. Novas linhas são eleitas e desenvolvidas em função da coleta de dados da nossa assistência técnica, equipes de vendas e clientes, sempre buscando levar maior qualidade, variedade e disponibilidade de peças na mesma velocidade em que as demandas surgem nas oficinas.

RP Qual o percentual de cobertura da frota brasileira pela Nakata atualmente?

MONTAGNOLI A Nakata conta com mais de 4.700 itens em seu amplo portfólio, que está em constante evolução, para linhas de suspensão, direção, freio e transmissão, tanto para carros, motos, quanto para caminhões e ônibus, com cobertura de quase 95% da frota de veículos.

RP A marca também se destaca entre as mais compradas e admiradas pelos mecânicos, segundo o Ibope. O que motiva essa preferência?

MONTAGNOLI Somos uma empresa 100% focada no aftermarket. Este é um dos principais componentes da nossa estratégia de atuação focada em reconhecer as oportunidades para melhor atender os nossos clientes. Não é apenas parte de um discurso ou um quadro na parede, mas o propósito que une nossas pessoas em prol de um objetivo comum: proporcionar ao mercado a peça certa, na hora e local certos, com diagnóstico e serviços de reparação executados corretamente, dando segurança ao transporte de pessoas e bens, tornando o veículo usado tão seguro e confiável como um novo.

RP Como o Sr. avalia o desempenho das vendas neste ano, incluindo o segundo semestre? Em sua opinião, o que 2022 reserva para o aftermarket?

MONTAGNOLI O desempenho das vendas na reposição está em evolução, mantendo resultados satisfatórios. Para 2022, a previsão é continuar em ascendência. Isso porque a demanda do aftermarket é gerada pela frota circulante. Assim, há incremento na frota mesmo quando as vendas de novos estão retraídas. Temos que considerar também a histórica sazonalidade do setor, ou seja, o segundo semestre é melhor que o primeiro, levando em conta também uma melhora progressiva da economia por conta de redução, até agora, das medidas de isolamento social e restrições de circulação de pessoas. Em resumo, está bom e pode ficar ainda melhor.

RAIO-X

A Nakata Automotiva, fabricante de autopeças para o mercado de reposição para veículos leves, pesados e motocicletas, tem mais de 65 anos de história, com liderança em componentes de suspensão e amplo portfólio em direção, transmissão, freios e motopeças. É pioneira na fabricação do amortecedor HG pressurizado no Brasil.

Pertencente à Fras-Le, fabricante global de materiais de fricção originais que faz parte das Empresas Randon, a Nakata empresa atende o mercado nacional e também comercializa seus produtos em 120 países. Atualmente, possui 504 colaboradores.

MAIS INFORMAÇÕES: https://nakata.com.br/

Copyright © 2021 • Pellegrino - Todos os direitos reservados